Menu Principal

Itaú

itau-1O Início do Banco Itaú se deu com a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial, quando o governo brasileiro impôs medidas de represálias econômicas contra os alemães e italianos e, uma dessas medidas, foi o encerramento das atividades de diversas filiais de bancos cujas sedes estivessem em países inimigos.

Com isso, em 1943, foi fundado o Banco Central de Crédito no distrito de Itaú, no Estado de Minas Gerais. Com a autorização para efetuar operações bancárias, a primeira agência foi aberta em São Paulo.

No final dos anos 1940, o Banco Central de Crédito possuía 11 agências, sendo três na capital paulista e oito no interior do Estado. Logo no começo da década seguinte foi inaugurada a agência da cidade de Santos, o que permitiu aumentar sua atuação perante as companhias exportadoras de café.

Em 1952, o governo federal passou a reservar a dominação de Banco Central para a instituição do Banco Central do Brasil e, com isso, o Banco passou a se chamar Banco Federal de Crédito. Ao completar 10 anos de existência, o banco já contava com 24 agências e mais de 100 funcionários.

Nas décadas de 1960 e 70 diversas incorporações, aquisições e fusões proporcionaram um rápido crescimento, permitindo também, sua expansão para fora do Estado de São Paulo. Neste momento, sua primeira fusão se deu com o Banco Itaú, que era ligado a empresários mineiros e, assim, passou a se chamar Banco Federal Itaú, com 112 agências em seis estados brasileiros.

itau-personnalite-1Com a aquisição do primeiro computador IBM, em 1964, começa uma nova era tecnológica, que permite acelerar o desenvolvimento de sistemas de processamento.

Com diversas aquisições e fusões, o crescimento do banco é cada vez mais rápido e, em 1973, com a força do nome ITAÚ perante o público por ser um nome simples e de fácil memorização a sua razão social é alterada e o banco passa a se chamar apenas Banco Itaú.

Nos anos 1980, mesmo com a forte crise econômica brasileira, o Banco Itaú se estabelece firmemente como o “Banco Eletrônico”, evidenciando sua prioridade e grande qualidade e liderança à tecnologia de ponta.

Já nos anos 1990, o banco amplia sua visão e operação internacional, com a fundação dos Bancos Itaú Argentina, Europa e Cayman. Adquire ainda o Banco Francês e Brasileiro, o que reforça sua posição no segmento de clientes de alta renda e corporate banking.

Com o processo de privatização dos bancos estatais no final da década de 90, o Itaú tem mais uma grande expansão, adquirindo diversos deles. Mas, em 2006, com a compra das operações do BankBoston, por 2.2 bilhões de dólares, o Itaú agrega mais de 3,6 bilhões de dólares em ativos, além de 5.500 clientes, dobrando sua carteira de private banking no exterior. Com isso, os mais de 200 mil correntistas do BankBoston são integrados ao ITAÚ PERSONNALITÉ.

Em 2008, uma gigantesca fusão com o Unibanco faz com que o Itaú alcance se torne o maior banco do país e o maior grupo financeiro do hemisfério sul, cujo valor de mercado faz com ele se coloque entre os 15 maiores do planeta. Com essa fusão, o total de ativos combinado chega a mais de 620 bilhões de reais, com aproximadamente 4.800 agencias, cerca de 18% da rede bancária nacional, e mais de 14.5 milhões de clientes.

Em 2011 obteve um lucro de 14.6 bilhões de reais. Seu valor de mercado chega a 80 bilhões de dólares e o valor da marca chega a 25 bilhões de reias, ocupando a posição de número 1 no ranking das marcas mais valiosas do Brasil. Hoje são quase 40 milhões de clientes em 20 países.

, , ,